Organização Mundial do Turismo (OMT)

Organização Mundial do Turismo (OMT)

A Organização Mundial do Turismo (UNWTO /OMT) é uma agência especializada das Nações Unidas e a principal organização internacional no campo do turismo. Ela serve como um fórum global para questões de políticas turísticas e como fonte prática do know-how em turismo.

A OMT desempenha um papel central e decisivo na promoção do desenvolvimento do turismo responsável, sustentável e universalmente acessível, dando particular atenção aos interesses dos países em desenvolvimento.

A Organização incentiva a implementação do Código Mundial de Ética do Turismo, com vistas a assegurar que os países membros, destinos turísticos e empresas, maximizem os efeitos econômico positivos, sociais e culturais do turismo, colhendo plenamente os seus benefícios, minimizando seus impactos sociais e ambientais.

Sua composição inclui 154 países, 7 territórios e mais de 400 membros afiliados, representando o setor privado, instituições educacionais, associações de turismo e autoridades de turismo local.

Ações diretas que fortalecem e apoiam os esforços das Administrações Nacional de Turismo são realizadas por representantes regionais da OMT (África, Américas, Ásia Oriental ePacífico, Europa, Oriente Médio e Sul da Ásia), com base na sede em Madrid.

A OMT está comprometida com a os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, voltado para reduzir a pobreza e promover o desenvolvimento sustentável.

Turismo – um fenômeno econômico e social

Ao longo das décadas, o turismo tem experimentado um crescimento contínuo, um aprofundamento e diversificação para se tornar um dos setores econômicos que mais cresce no mundo. O turismo moderno está intimamente ligado ao desenvolvimento e abrange um número crescente de novos destinos. Esta dinâmica tem transformado o turismo em um fator-chave para o progresso socioeconômico.

Hoje, o volume de negócios do turismo é igual ou até mesmo supera a das exportações de petróleo, produtos alimentícios ou automóveis. O turismo tornou-se um dos principais agentes no comércio internacional, e representa, ao mesmo tempo, uma das principais fontes de rendimentos para muitos países em desenvolvimento. Este crescimento vai de mãos dadas com uma crescente diversificação e concorrência entre os destinos.

Esta disseminação global do turismo em países industrializados e desenvolvidos tem produzido benefícios econômicos e de emprego em diversos setores relacionados – de construção para a agricultura ou nas telecomunicações.

A contribuição do turismo para o bem-estar econômico depende da qualidade e as receitas da oferta turística. A OMT auxilia destinos em seu posicionamento sustentável em cada vez mais complexos mercados nacionais e internacionais. Como a agência da ONU dedicada ao turismo, a OMT aponta que os países em desenvolvimento particularmente se beneficiam do turismo sustentável e atua para ajudar a tornar isso uma realidade.

Números-chave:

A contribuição do turismo para a atividade econômica em todo o mundo é estimado em cerca de 5%. A contribuição do turismo para o emprego tende a ser ligeiramente superior relativamente e é estimado na ordem de 6-7% do número total de empregos no mundo todo (direta e indireta).

De 1950 a 2010, as chegadas turísticas internacionais expandiram a uma taxa anual de 6,2%, crescendo de 25 a 940 milhões.

Enquanto em 1950 os 15 melhores destinos absorviam 88% das chegadas internacionais, em 1970 a proporção era de 75% e 55% em 2010, refletindo o surgimento de novos destinos, muitas delas em países em desenvolvimento.

Como o crescimento tem sido particularmente rápido em regiões emergentes do mundo, a participação nas chegadas de turistas internacionais recebidos por países emergentes e em desenvolvimento tem vindo a aumentar, de 32% em 1990 para 47% em 2010.
Desenvolvimentos atuais e previsões:

Chegadas de turistas internacionais cresceu quase 7% em 2010;
Em 2010, o turismo internacional gerou 919.000.000 mil dólares americanos em receitas de exportação;
A OMT prevê um crescimento nas chegadas de turistas internacionais entre 4% e 5% em 2011.

Cronologia da Organização Mundial do Turismo

1946

O Primeiro Congresso Internacional de Organismos de Turismo Nacional, reunidos em Londres, decide criar uma nova organização não-governamental internacional para substituir a União Internacional das Organizações de Propaganda Oficial de Turismo (IUOTPO), criado em 1934.

1947
Primeira Assembleia de Constituição da União Internacional das Organizações de Viagens Oficial (IUOTO) é realizada em Haia. A sede temporária IUOTO são estabelecidas em Londres.
1948
Criação da European Travel Commission (ETC), a primeira Comissão Regional dentro IUOTO. Ela é seguida por aqueles para a África (1949), Oriente Médio (1951), na Ásia Central (1956) e nas Américas (1957).
À IUOTO é concedido estatuto consultivo das Nações Unidas.
1951
IUOTO transfere sua sede para Genebra, na Suíça, onde permanece até 1975.
1954
IUOTO participa da Conferência das Nações Unidas sobre as formalidades aduaneiras de importação temporária de veículos automóveis de turismo rodoviário e do Turismo, realizada em Nova York, que adota dois principais instrumentos multilaterais para facilitar as atividades de promoção de viagens e turismo.
1957
Robert Lonati (França) se torna o primeiro Secretário-Geral da IUOTO, seu mandato será prorrogado até 1974.
1963
Sequência de uma iniciativa IUOTO, a Conferência das Nações Unidas sobre Turismo e Viagens Internacionais reúne-se em Roma. Esta conferência adota uma série de recomendações sobre a definição de ‘visitante’ os termos e “turista” sobre as estatísticas internacionais, a simplificação das formalidades viagens internacionais, e uma resolução geral sobre o desenvolvimento do turismo, incluindo a cooperação técnica liberdade, de movimento e ausência de discriminação.
1965
A IUOTO toma parte activa nos trabalhos da Conferência Internacional sobre a Facilitação das Viagens e Tráfego Marítimo, organizada pela Organização Marítima Internacional (OMI) em Londres. A Conferência adota a Convenção sobre a Facilitação do Tráfego Marítimo Internacional.
1966
A reunião 79 do Conselho Executivo da IUOTO em Madrid, aprova uma proposta para modificar os estatutos legais da União e cria um grupo de trabalho para estudar os efeitos e as conseqüências dessa mudança.
1967
As Nações Unidas, na sequência de uma iniciativa IUOTO, declara 1967 o Ano Internacional de Turismo (ITY), com o slogan Turismo, passaporte para a paz.

1969
A Conferência Intergovernamental em Sofia (Bulgária) das Nações Unidas demanda da Assembleia Geral a criação de uma organização intergovernamental sobre o turismo independente.
1970
Em 27 de setembro, a reunião da IUOTO na Assembleia Geral Extraordinária na Cidade do México aprova os Estatutos da Organização Mundial do Turismo (WTO). A partir de 1980, este dia será comemorado como “Dia Mundial do Turismo”.

1975
Primeira Assembleia Geral da OMT se reúne em maio, em Madrid, a convite do Governo espanhol. Robert Lonati é votado como o primeiro Secretário-Geral da OMT e a Assembleia decide estabelecer sua sede em Madrid.
1976
Secretaria Geral da OMT é criada em Madrid em 1 de Janeiro.
O acordo é assinado para OMC para se tornar um órgão executor das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a realização de cooperação técnica com os governos.

1980
A Conferência Mundial de Turismo realizada em Manila (Filipinas) adota a Declaração de Manila sobre o turismo mundial.

1982
A Conferência Mundial de Turismo em Acapulco (México) adota o documento Acapulco.

1985
A VI Assembleia Geral da OMT, realizada em Sofia (Bulgária), adota a Carta do Turismo e Código do Turista.
Willibald Pahr (Áustria) é votado novo secretário-geral da OMC.

1989
Conferência Inter-Parlamentar do Turismo, organizado conjuntamente com a União Inter-Parlamentar, adota a Declaração de Haia sobre Turismo.
VIII Assembleia Geral da OMT, Paris (França).
Antonio Enríquez Savignac (México) é votado nova OMC Sec.-Geral.

1991
A Conferência Internacional sobre Viagens e Estatísticas do Turismo em Ottawa (Canadá) aprova uma resolução definindo as necessidades estatísticas da indústria do turismo.
IX Assembleia Geral da OMT, em Buenos Aires (Argentina) aprova as recomendações da Conferência de Ottawa e adota “Medidas recomendadas para a Segurança no Turismo” e “Criando Oportunidades de Turismo para Pessoas com Deficiência nos anos noventa”.

1992
OMT participa da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento realizada no Rio de Janeiro (Brasil), onde a “Agenda 21” é criada.

1993
X Assembleia Geral da OMT, realizada em Bali (Indonésia), Antonio Enríquez Savignac (México) é re-eleito Secretário-Geral. Estatística das Nações Unidas Comissão aprova as recomendações Ottawa e adota a Classificação Internacional de Atividades do Turismo (SICTA).

1994
Reunião Conjunta da OMC e da UNESCO sobre a Rota da Seda, realizada em Samarkand (Uzbequistão), adota a Declaração Samarkand de Turismo Rota da Seda.

1995
Declaração de Accra sobre o programa cultural da OMT-UNESCO “A Rota do Escravo”, em Accra (Ghana).
I Fórum da OMC sobre os Parlamentos e Autoridades Locais: Tourism Policy-Makers, realizada em Cadiz (Espanha), que ressalta a importância da cooperação entre autoridades locais, regionais e nacionais.
OMC, WTCC e do Conselho da Terra produzem Agenda 21 para a Indústria de Viagens e Turismo, como um follow-up para a Conferência Rio.
XI Assembleia Geral da OMT, no Cairo (Egipto) adota a Declaração da OMC sobre a prevenção do turismo sexual organizado.

1996
II Fórum da OMT sobre os Parlamentos e Autoridades Locais: Tourism Policy-Makers, realizada em Bali (Indonésia), adota a Declaração de Bali sobre Turismo

1997
XII Assembleia Geral da OMT, em Istambul (Turquia) aprova um Livro Branco para definir a estratégia da OMT para enfrentar os desafios do século 21. Francesco Frangialli (França) é eleito novo secretário-geral da OMC.

1998
A Fundação WTO.THEMIS é criado em Andorra, para promover a qualidade e eficiência na educação em turismo e formação.
1999
A Conferência Mundial sobre a Medição do Impacto Econômico do Turismo, realizada em Nice (França), aprova a Conta Satélite do Turismo.
XIII Assembleia Geral da OMT, em Santiago (Chile) adota o Código Mundial de Ética do Turismo.

2000
Estatística das Nações Unidas Comissão aprova as normas internacionais incluídos na Conta Satélite do Turismo (TSA).
Fórum da OMC terceiro sobre os Parlamentos e Autoridades Locais: Tourism Policy-Makers, no Rio de Janeiro (Brasil).

2001
Primeira Conferência Mundial sobre Esporte e Turismo, organizada conjuntamente pela OMC e do Comitê Olímpico Internacional, Barcelona (Espanha).
Conferência sobre Contas Satélites do Turismo em Vancouver (Canadá), que visa promover o uso das Contas Satélite do Turismo.
XIV Assembleia Geral da OMT realizada em conjunto em Seul (República da Coréia) e Osaka (Japão), adota a Declaração de Seul sobre a Paz e Turismo e da Declaração de Osaka para o Milênio. Francesco Frangialli (França) é re-eleito Secretário-Geral.
A pedidos Assembleia pensa-se na possibilidade de transformar a OMC em uma agência especializada das Nações Unidas.

2002
2002 é declarado o Ano Internacional do Ecoturismo.
Quebec (Canadá) detém a Cúpula Mundial do Ecoturismo, que adota a Declaração de Quebec sobre Ecoturismo.
OMC participa no Encontro Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (Johannesburg, África do Sul), durante o qual o programa “Turismo Sustentável – Eliminação da Pobreza” (ST-EP) é apresentada. A declaração final da Cúpula inclui uma referência directa para o desenvolvimento sustentável do turismo.
IV Fórum da OMC sobre os Parlamentos e Autoridades Locais: Tourism Policy-Makers, realizada na Cidade do Panamá.
2003
OMC Estratégia para Gestão de Crises é aprovado na ITB Berlim (Alemanha).
Primeira Conferência Internacional sobre Mudança Climática e Turismo, Djerba (Tunísia).
XV Assembleia Geral da OMT, Beijing (China), aprova a composição do Comité Mundial de Ética do Turismo e por unanimidade suporta o programa de Turismo Sustentável – Eliminando a Pobreza (ST-EP).
A Assembléia aprova a transformação da OMC em um órgão das Nações Unidas especializada pela Resolução 453 (XV). A transformação é ratificada na Assembleia Geral das Nações Unidas pela resolução A/RES/58/232.

004
Primeira Conferência Mundial sobre Turismo e Comunicações (TOURCOM), organizada pela OMC, em Madrid, durante a FITUR.
A Comissão Mundial sobre Ética do Turismo, o órgão de implementação do Código Mundial de Ética (aprovada em 1999), realiza a sua primeira reunião em Roma (Itália).

2005
Após a catástrofe do tsunami asiático de dezembro de 2004, o Secretário-Geral da OMT convocou uma reunião de emergência do Conselho Executivo da OMT, que adota o Plano de Ação Phuket.
Conferência sobre a “Conta Satélite do Turismo (TSA): Turismo e Estratégias Compreender Projetando” em Iguazu, organizado conjuntamente com os governos de Argentina, Brasil e Paraguai.
Aplicação do acordo assinado entre a OMT e do Governo da Coreia em 2004, a sede oficial da Fundação da OMT ST-EP é aberta em Seoul.
XVI Assembleia Geral da OMT realizada em Dakar (Senegal), confirma o papel de liderança que a OMT pode desempenhar na eliminação da pobreza através do desenvolvimento do turismo sustentável. Francesco Frangialli (França) é reeleito para um terceiro mandato como Secretário-Geral.
A Assembleia Geral também aprova a adoção da sigla em Inglês (UNWTO) e ЮНВТО em russo.

2006
XXX aniversário da OMT, em Madrid.
Presidido pelo Secretário-Geral Kofi Annan, Conselho da ONU se reúne pela primeira vez na sede da OMT.
Primeira Conferência Internacional sobre Turismo e Artesanato, Teerã (República Islâmica do Irã).

2007
Quinto Fórum Internacional para Parlamentares e Autoridades Locais, Hamamet (Tunisia.)
Segunda Conferência Internacional sobre Mudança Climática e Turismo, Davos (Suíça), aprovou a Declaração de Davos, aprovada no Encontro Ministerial de Londres sobre Turismo e Mudanças Climáticas.
Primeira Conferência Internacional sobre Turismo, Religiões e Diálogo de Culturas, Córdoba (Espanha)
XVII Sessão da Assembléia Geral da OMT realizada em Cartagena de Indias, Colômbia, adota a Declaração de Davos e incentiva a OMT para engajar-se na resposta a um dos maiores desafios do nosso tempo
2008
UNWTO e outras agências da ONU presentes no Congresso Global de Critérios de Turismo Sustentável no World Conservation, Barcelona (Espanha)
84 ª Sessão do Conselho Executivo da OMT Conselho estabelece a Resiliência do Turismo (TRC) para responder à recessão económica, Madrid (Espanha)
OMT lança campanha de sensibilização para Proteger Crianças contra a Exploração de Viagens e Turismo
Secretariado Permanente do Comitê Mundial de Ética do Turismo foi inaugurado em Roma (Itália)

2009
Em resposta à crise econômica global, o Roteiro da OMT para a recuperação é desenvolvido, demonstrando como o turismo pode contribuir para a recuperação econômica e a transformação a longo prazo para a Economia Verde
XVIII Sessão da Assembleia Geral da OMT, Astana (Cazaquistão), aprova o Roteiro para a recuperação como uma forma de turismo convencional em pacotes de estímulo econômico e nomeia Taleb Rifai (Jordânia), como secretário-geral da OMT para o período 2010-2013
OMT e o Conselho anfitrião Mundial de Viagens e Turismo, num evento paralelo à COP-15, demonstra o compromisso da indústria do turismo para o imperativo do clima, Copenhagen (Dinamarca)

2010
Primeira Reunião de Ministros ressalta a contribuição do turismo para a recuperação econômica global e a “transformação” verde de longo prazo

Anúncios

Replique

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s