Dia Mundial de Luta contra a Aids – 1º de Dezembro

Dia Mundial de Luta contra a Aids – 1º de Dezembro

Dia Mundial de Luta contra a Aids – 1º de Dezembro

O diretor-executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas para HIV-Aids, Michel Sidibé, disse que 1 de dezembro é dia de esperança e preocupação; um relatório lançado semana passada pelo Unaids e pela OMS mostra que o maior acesso a antiretrovirais ajudou a reduzir a mortalidade por Aids em mais de 10% no mundo nos últimos cinco anos.

O mundo celebra nesta quarta-feira, 1 de dezembro, o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Progressos

De acordo com Sidibé, há 28 anos a epidemia da Aids continua a atingir novas populações, e o estigma e a discriminação reduzem os esforços para combater a doença.

Mas ele lembrou que progressos significativos foram feitos, como a redução no número de infeçcões, a diminuição das crianças que nascem com o vírus, e o tratamento em mais de 4 milhões de pessoas.

O especialista da Organização Mundial da Saúde para HIV-Aids, Marco Vitória, disse à Rádio ONU, de Genebra, que os avanços foram sentidos em muitos países, inclusive no Brasil.

“O Brasil continua sendo um país que representa uma espécie de modelo para várias nações. O Brasil iniciou um trabalho pioneiro nessa área, desenvolve um programa avançado com a participação intensa da sociedade civil, e o que é mais importante, sempre trabalhou o tratamento e a prevenção de uma forma equilibrada”, afirmou.

Queda

O relatório “Atualização da Epidemia de Aids-2009”, lançado semana passada pelo Unaids e pela OMS mostra que o maior acesso a antiretrovirais ajudou a reduzir a mortalidade por Aids em mais de 10% a nível global, nos últimos cinco anos e que o número de novas infecções caiu 17% nos últimos oito anos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde quase 34 milhões de pessoas no mundo são portadoras do HIV, e cerca de 2,7 milhões de novas infecções ocorrem por ano.

A UNAIDS

A preocupação com o avanço da epidemia de HIV/aids no mundo e a necessidade de uma resposta global à questão resultaram na criação do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids – UNAIDS, em 1996.

O UNAIDS é co-patrocinado por dez agências do Sistema das Nações Unidas. A missão global do UNAIDS é liderar, fortalecer e apoiar uma ampla resposta à epidemia de HIV/aids para:

  • Prevenir o avanço do HIV.
  • Oferecer tratamento e assistência para os infectados e afetados pela doença.
  • Reduzir a vulnerabilidade dos indivíduos e comunidades ao HIV/aids.
  • Aliviar os impactos socioeconômicos e humanos da epidemia.

Nos países, o UNAIDS apóia o trabalho dos Grupos Temáticos das Nações Unidas sobre HIV/Aids – GT-UNAIDS. Os GTs são mecanismos de coordenação que capacitam os países a fazerem melhor uso do Sistema das Nações Unidas para apoiar seus programas nacionais sobre HIV/aids.

O Grupo Temático, desde sua criação no Brasil, em 1997, busca envolver expoentes da área de prevenção e assistência em HIV/aids. Incorpora agências co-patrocinadoras do UNAIDS, outras agências do Sistema Nações Unidas, representantes do Governo brasileiro, da sociedade civil, do setor privado, de agências de cooperação bilateral e de pessoas vivendo com HIV/aids.

Rádio ONU sobre o dia 1º de dezembro:

Links:

 (Texto disponível em: http://www.onu-brasil.org.br/agencias_unaids.php)

http://www.unaids.org/en/default.asp

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/834804-onu-diz-que-epidemia-de-aids-pode-ter-chegado-ao-auge.shtml

Anúncios

Replique

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s