Dia Internacional da Água (22/03)

Dia Internacional da Água (22/03)

Tema do dia: “A água para as cidades: responder ao desafio urbano”
O objetivo do Dia Mundial da Água 2011 é chamar a atenção internacional sobre o impacto nos sistemas de água urbana nos fatores como o crescimento rápido da população urbana, a industrialização, conflitos, desastres naturais e as incertezas causadas pela mudança climática.

O tema deste ano, “Água para as cidades: responder ao desafio urbano”, visa a destacar e incentivar os governos, organizações, comunidades e indivíduos a se engajar ativamente na resolução da qualidade da água através da gestão das águas urbanas.

O Dia Internacional Mundial da Água é realizado anualmente em 22 de Março, como forma de concentrar a atenção sobre a importância da água doce e defender o manejo sustentável dos recursos de água doce.

A cada ano, Dia Mundial da Água destaca um aspecto específico da água doce.

Histórico

O Dia Internacional para comemorar a água doce foi recomendado em 1992 pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED), no Rio de Janeiro. A Assembleia Geral da ONU respondeu com a designação de 22 março de 1993 como o primeiro Dia Mundial da Água.

A Assembleia Geral da ONU adoptou a resolução A/RES/47/193 de 22 de dezembro de 1992, através da qual 22 de março de cada ano foi declarado o Dia Mundial da Água, a ser observado a partir de 1993, em conformidade com as recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED), contida no capítulo 18 (Recursos de Água Doce) da Agenda 21.

Os Estados foram convidados a dedicar o Dia, conforme apropriado no contexto nacional, a atividades concretas, como a promoção da sensibilização pública através da produção e difusão de documentários e a organização de conferências, mesas redondas, seminários e exposições relacionadas à conservação e desenvolvimento dos recursos hídricos e a implementação das recomendações da Agenda 21.

Mensagem do Secretário-Geral para 2011

“Conforme o mundo ensaia um futuro mais sustentável, a interação fundamental entre água, alimentos e energia é um dos maiores desafios que enfrentamos. Sem água não há dignidade, não há como escapar da pobreza. No entanto, a meta do Objetivo de Desenvolvimento do Milênio para a água e saneamento está entre aqueles em que muitos países atrasam mais.

Em pouco mais de uma geração, 60 por cento da população mundial estará vivendo nas cidades, com grande parte do aumento ocorrendo nos bairros pobres da cidade e de assentamentos precários do mundo em desenvolvimento. O tema deste ano do Dia Mundial da Água – “Água para as Cidades” – destaca alguns dos principais desafios deste futuro cada vez mais urbana.

A urbanização traz oportunidades para a gestão mais eficiente da água e melhora o acesso à água potável e saneamento. Ao mesmo tempo, os problemas são muitas vezes ampliados em cidades, e estão actualmente a ultrapassar a nossa capacidade de encontrar soluções.

Durante a última década, o número de habitantes urbanos que não têm acesso a uma torneira de água em suas casa ou nas imediações aumentou114 milhões estimados, e o número daqueles que não têm acesso a instalações sanitárias básicas aumentou em 134 milhões . Este aumento de 20 por cento teve um impacto extremamente negativo na saúde humana e na produtividade econômica: as pessoas estão doentes e incapazes para o trabalho.

Os desafios da água ultrapassam as questões de acesso. Em muitos países, as mulheres são forçadas a abandonar a escola devido à falta de instalações sanitárias, e as mulheres são assediadas ou agredidas ao carregar água ou visitando um banheiro público. Além disso, os membros mais pobres e mais vulneráveis ​​da sociedade, muitas vezes têm pouca escolha além de comprar água de vendedores informais, a preços estimados em 2-10 por cento superior a de seus vizinhos mais ricos, que recebem água encanada da cidade em suas casas. Este não é apenas insustentável, é inaceitável.

Os problemas da água serão a figura principal na próxima Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, no Rio de Janeiro, em 2012 – Rio + 20. Meu Painel de Alto Nível sobre a Sustentabilidade Global e – UN Water estão examinando maneiras em que podemos ligar os pontos entre energia, água e segurança alimentar, com o objetivo de reduzir a pobreza e a desigualdade, gerando empregos e minimizando os riscos da mudança climática e estresse ambiental.

No Dia Mundial da Água, exorto os governos a reconhecer a crise da água urbana para o que é – uma crise de governança, políticas fracas e má gestão, ao invés de uma de escassez. Vamos também nos comprometemos a reverter o alarmante declínio no investimento para o pobre em água e saneamento. E vamos reafirmar o nosso compromisso para acabar com o sofrimento das mais de 800 milhões de pessoas que, num mundo de abundância, ainda não têm água potável ou saneamento de que necessitam para uma vida digna e de boa saúde.”

Ban Ki-moon

Fonte:

http://www.un.org/en/events/waterday/index.shtml

Anúncios

Replique

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s