Civitas Maxima

Civitas Maxima

Conheça a ONG Civitas Maxima (expressão que remete a um conceito latino de governo mundial e título da tese de doutoramento de Sérgio Vieira de Mello)

Civitas Maxima; ONG de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. Ensino e Formação em Direitos Humanos. Centro Estudos Sergio Vieira de Mello. // A Civitas Maxima está promovendo, uma alargada reflexão e discussão, no sentido de uma acção consequente, sobre Direitos Humanos, Paz e Segurança, Desenvolvimento, a ONU e Reforma da ONU , o trabalho das ONGs, a importância de Parcerias, a responsabilidade dos Cidadãos/das Empresas /dos Estados no cumprimento dos seus deveres em matéria de Direitos Humanos, e no empenhamento conjunto relativo às metas e Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) até ao ano 2015, projecto “Cidades de Direitos Humanos”. (“Os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio representam um conceito mais amplo de Liberdade: Paz e Segurança, Desenvolvimento e Direitos Humanos para todos”; “Os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio não se conseguirão alcançar nas Nações Unidas. Devem alcançar-se em cada um dos Países graças ao esforço conjunto dos Governos e dos Cidadãos” . Kofi Annan )

Civitas Maxima,

Associação Transnacional, Organização Não Governamental (ONG) de promoção e defesa dos Direitos Humanos, sem fins económicos, em Portugal constituída por Escritura Pública a 28 de Outubro de 2005, lavrada no Cartório Notarial da Lic. Laurinda Gomes, no Porto, no livro de Escrituras diversas nº10, de fl.101 a fl.104, cujo Aviso Público de constituição foi publicado no Diário da República, 3ª Série, nº228, p.25 406-(12) – 25 406-(13), de 28 de Novembro de 2005, e com a Sede, em Portugal, no Porto. Esta publicação sofreu duas rectificações: no Diário da República, 3ª Série, nº239, de 15 de Dezembro de 2005, em Rectificações, p.26 630, e no Diário da República, 3ª Série, nº 39, de 23 de Fevereiro de 2006, em Rectificações, p.4101.

Objecto Social

A – Criar e dinamizar a Rede de grupos Sergio Vieira de Mello, na Sociedade Civil, terceiro sector, sem fins lucrativos, que seja um espaço aberto e alargado, de dinâmica transnacional, pluralista, não politizado e não confessional, democrático, de reflexão e acção consequente, onde se estimule o debate, o ensino e a prática, dos Direitos Humanos, o apelo à consciência social, cívica, ética e politica dos cidadãos, que os conduza ao exercício de uma Cidadania Cosmopolita, de um Cosmopolitismo multicultural, proposta de uma verdadeiraCivitas Maxima fundada sobre os direitos da pessoa humana.

B – Alertar, como grupo de pressão, os Estados, a Sociedade Civil, as Empresas, e demais actores, para o cumprimento das suas obrigações em matéria de Direitos Humanos e para a responsabilidade que cabe a cada um deles na construção doméstica e transnacional de uma Sociedade que ponha em prática uma ética e uma política emancipatória de Direitos Humanos, de âmbito global e legitimidade local, assente no diálogo multicultural dos Povos, na relação intercultural, na redefinição conjunta de valores universais que traduzidos em normas aceites por consenso funcionem como plataforma de entendimento de Norte a Sul, de Este a Oeste, pilar da arquitectura mundial da Paz, da Liberdade, do Multilateralismo, da Democracia, do vínculo ao Direito, de um crescimento económico que privilegie a Justiça Social e a Dignidade Humana sem barreiras de Género, de um Ciberespaço Democrático de exercício activo de Cidadania e partilha qualificada de Conhecimento e de Saberes, da aposta na Sociedade da Informação, de Conhecimento e de novas Tecnologias, do respeito global pelo Património e pelo Ambiente, do Desenvolvimento Sustentado.

C – Promover uma cultura e uma ética global de corresponsabilidade e compromisso em matéria de Direitos Humanos, e a criação de mecanismos de diagnóstico de disfunções e actuação eficaz, de protecção dos Direitos, na qual o Estado e a Sociedade Civil se reconheçam igualmente empenhados em agir.

D – Desenvolver esforços no sentido do reforço dos Direitos Civis, Políticos, Económicos, Sociais e Culturais, de total respeito pelas liberdades, de consagração e respeito dos idosos, das crianças, dos deficientes, dos doentes, das mulheres, dos imigrantes, dos trabalhadores, num quadro de uma política responsável de solidariedade, de luta contra a pobreza, falta de emprego e exclusão, de defesa da dignidade humana, com um enquadramento jurídico adequado que seja normativo e punitivo, garantia de protecção da vítima, e de combate à impunidade.

E – Estabelecer a nível Nacional e Internacional parcerias, nomeadamente com outras Organizações Não Governamentais (ONG’s) afins, e desenvolver com elas programas de cooperação, privilegiando as áreas que, em cada tempo, no momento e no contexto nacional e internacional, surjam como prioritárias, relativas à Ajuda Humanitária, aos Refugiados, aos Direitos Humanos, à Paz, à Segurança, ao Ambiente, ao Consumo, à Educação, ao Trabalho, à Justiça, à Saúde, à Cultura, ao Desenvolvimento Sustentado.

F – Divulgar, de maneira permanente e actualizada, o trabalho desenvolvida pelas das Nações Unidas, e as actividades das suas múltiplas Agências, os seus projectos e as suas acções em curso, dando especial atenção e relevância, na agenda actual, ao Pacto Global (“Global Compact”), ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), às metas e Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) até 2015, aos objectivos e medidas inovadoras do Protocolo de Kyoto, à aplicação da Declaração e Plataforma de Acção de Pequim relativa à Mulher e questões de Género, a Convenção Sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra as Mulheres e o Protocolo Facultativo à Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra as Mulheres.

G – Promover o conhecimento dos Princípios, Programas, Propostas de Renovação Interna, e Publicações, da Organização das Nações Unidas (ONU), e mobilizar a sociedade civil em torno de projectos da ONU e das suas Agências Especializadas.

H – Divulgar e promover o Pensamento do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (2002-2003), Prof. Dr. Sergio Vieira de Mello (1948-2003), os textos e as reflexões, a sua Tese de Doutoramento “Civitas Maxima”, os comunicados de imprensa, os pronunciamentos, as entrevistas, os artigos e trabalhos publicados, com matéria teórica sobre Direitos Humanos, Filosofia Politica, Direito Internacional dos Refugiados, Direito Internacional Humanitário, Direito Internacional dos Direitos do Homem, Direito Cosmopolita, Ética e BioDireito, questões de Género, que em conjunto com a Declaração Universal dos Direitos do Homem, o Pacto Internacional dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais, e o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, a Declaração e Programa de Acção de Viena, nos serviram de base teórica orientadora e sustentadora das linhas gerais do nosso projecto de trabalho e concepção da nossa Organização Não Governamental (ONG).

I – Promover a adesão das Universidades, Institutos de Ensino Superior e outros Agentes de Ensino e Formação, a uma Rede Universitária Cátedra Sergio Vieira de Mello em convénio com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), e implementar nas Universidades, e em Entidades Creditadas para o Ensino e Formação, a Cátedra Sergio Vieira de Mello, criada pelo ACNUR com o objecto de favorecer a difusão, a promoção, capacitação e investigação em Direitos Humanos, Direito Internacional dos Direitos do Homem, Direito Internacional Humanitário, Direito Internacional dos Refugiados, Direito dos Migrantes, equidade de Género, Meio Ambiente, combate à Corrupção, Segurança, e matérias afins.

J – Fazer e implementar projectos de Formação em Direitos Humanos, e matérias afins, a vários níveis da sociedade civil, e dar a respectiva Formação, no âmbito e no espírito da Cátedra ACNUR Sergio Vieira de Mello.

Princípios
Na prossecução do seu objecto a Civitas Maxima adopta os princípios da Imparcialidade e da Independência e reafirma a Universalidade e a Indivisibilidade dos Direitos Humanos e o respeito pela Carta das Nações Unidas.

Site: http://civitasmaximaorg.blogspot.com/

Anúncios

Replique

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s