2012 será o Ano Internacional das Cooperativas

2012 será o Ano Internacional das Cooperativas

A Assembleia Geral da ONU declarou 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas, destacando a contribuição das cooperativas para o desenvolvimento sócio-econômico, particularmente o seu impacto na redução da pobreza, geração de emprego e integração social.

Com o tema “Empresas Cooperativas Constróem um Mundo Melhor”, O Ano Internacional das Cooperativas tem três objetivos principais:

  • Aumentar a consciência:

aumentar a consciência pública sobre as cooperativas e suas contribuições para o desenvolvimento socioeconômico e para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

  • Promover o crescimento:

Promover a formação e o crescimento de cooperativas entre os indivíduos e instituições para tratar do empoderamento das necessidades econômicas e sócio-econômicas comuns.

  • Estabelecer políticas adequadas:

Encorajar os governos e órgãos reguladores para estabelecer políticas, leis e regulamentação favoráveis à formação cooperativa e o crescimento.
Através da sensibilização sobre as cooperativas, o Ano vai ajudar a incentivar o apoio e o desenvolvimento de empresas cooperativas por indivíduos e suas comunidades.

Sobre as Cooperativas

Aliança Cooperativa Internacional
Declaração sobre a Identidade Cooperativa

Definição:
Uma cooperativa é uma associação autônoma de pessoas unidas voluntariamente para satisfazer suas necessidades econômicas comuns, sociais e culturais e aspirações, através de uma empresa de propriedade coletiva e democraticamente controlada.

Valores
As cooperativas baseiam-se nos valores de auto-ajuda, auto-responsabilidade, democracia, igualdade, equidade e solidariedade. Na tradição dos seus fundadores, os membros das cooperativas acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social de cuidado aos outros.

Princípios
Os princípios cooperativos são as diretrizes pelas quais as cooperativas levam os seus valores em prática.

1 Princípio: Adesão voluntária e livre
As cooperativas são organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a usar seus serviços e dispostas a aceitar as responsabilidades de sócio, sem discriminação social, racial, política ou religiosa.

Princípio 2: Controle democrático pelos membros
As cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam ativamente no estabelecimento de suas políticas e na tomada de decisões. Homens e mulheres que servem como representantes eleitos são responsáveis ​​perante a sociedade. Em cooperativas de primeiro grau os membros têm igual direito de voto (um membro, um voto) e cooperativas de outros graus são também organizadas de maneira democrática.

3 º Princípio: Participação econômica dos sócios
Os membros contribuem equitativamente e controlam democraticamente o capital de sua cooperativa. Pelo menos parte desse capital é, normalmente, propriedade comum da cooperativa. Membros geralmente recebem uma compensação limitada, se houver, sobre o capital subscrito como condição de adesão. Os membros destinam os excedentes a uma ou todas as seguintes finalidades: desenvolver sua cooperativa, eventualmente através da criação de reservas, partes das quais pelo menos será indivisível; beneficiar os sócios na proporção das suas transações com a cooperativa, e apoio a outras atividades aprovadas pelos membros.

4 º Princípio: Autonomia e Independência
As cooperativas são autônomas, são organizações de auto-ajuda controladas por seus membros. Se firmarem acordos com outras organizações, inclusive governos, ou levantar capital de fontes externas, o fazem em condições que assegurem o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da cooperativa.

5 º Princípio: Educação, Formação e Informação
As cooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, representantes eleitos, gestores e funcionários, para que eles possam contribuir efetivamente para o desenvolvimento de suas cooperativas. Eles informam o público em geral – particularmente os jovens e líderes de opinião – sobre a natureza e os benefícios da cooperação.

Princípio 6: Cooperação entre cooperativas
As cooperativas atendem seus sócios mais efetivamente e fortalecem o movimento cooperativo, trabalhando juntas através de estruturas locais, nacionais, regionais e internacionais.

Princípio 7: Interesse pela comunidade
As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável de suas comunidades através de políticas aprovadas por seus membros.

A Assembleia Geral da ONU, por sua Resolução 64/136, encoraja todos os Estados-membros, as Nações Unidas e a todos os interessados ​​para tirar proveito do AIJ. Ela também determinou o lançamento do Ano das Cooperativas na sua resolução 65/184.

Link Oficial

http://www.un.org/en/events/coopsyear/index.shtml

Anúncios

Replique

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s